Florida Springs: as Nascentes da Flórida

    De pequenos riachos, que só podem ser vistos em locais mais escondidos, a volumosos mananciais como Wakulla, Manatee e Silver Springs, as cerca de 700 nascentes da Flórida estão entre as grandes maravilhas do mundo.

    A busca do explorador espanhol Juan Ponce de Léon pela eterna juventude graças a uma fonte mágica é uma história muito antiga na Flórida. Para a maioria dos historiadores é somente um conto – um mito convincente.
        
    No entanto, as nascentes da Flórida – fontes naturais que nascem de rios subterrâneos em grandes profundidades – são muito reais. Fotógrafos, artistas, geólogos e naturalistas as incluem entre as maravilhas mais importantes do mundo.

    Mergulhar nessas águas dá a sensação de estar entrando em outro mundo, de voar sem gravidade por um jardim subaquático feito de água cristalina, formações rochosas que parecem duendes, peixes e plantas aquáticas dançantes.

    “São lugares mágicos para acalmar a alma”, descreveu Margaret Ross Tolbert após mergulhar nessas fontes, que serviram de inspiração para suas pinturas por quase três décadas. Ela as considera um elemento rejuvenescedor, talvez semelhante à lendária fonte de Ponce de León.

    “A experiência de estar nessas águas é uma espécie de estado de êxtase”, acrescenta Tolbert.

    “Em outras ocasiões, às vezes sentimos – seja emocionalmente ou espiritualmente – como se tudo e todos estivessem vibrando a mesma energia, fluxo e esplendor. As nascentes proporcionam esta experiência”, disse Tolbert.
       
    Tolbert é a principal artista dessas nascentes. Às vezes, ela faz esboços embaixo d’água, às vezes pinta uma grande tela, cuidadosamente equilibrada em seu caiaque, enquanto passa por enormes cavernas. Assim, ela interpreta toda a beleza e mistério de diversas maneiras. Por meio de pinturas, poesias e ensaios, ela celebrou as nascentes em seu livro AquiFERious (2010), que ganhou dois prêmios no Florida Book Award.

    Tolbert escreveu e desenhou mais de uma dezena das 700 nascentes que jorram nas regiões norte e central da Flórida. As nascentes da Flórida englobam desde pequenos riachos visíveis apenas para aqueles que exploram florestas mais profundamente até nascentes volumosas como Wakulla, Manatee e Silver Springs, chamadas de “primeira magnitude”, pois desaguam mais de 65 milhões de litros de água todos os dias.

    Atividades Aquáticas nas nascentes da Flórida    

    Em muitas dessas nascentes, é possível nadar, praticar snorkeling, mergulho, fotografia, acampar, fazer canoagem, rafting ou caiaque em águas com temperatura média de 21 graus centígrados. Silver Springs e Wakulla Springs, por exemplo, oferecem passeios em barcos com piso transparente. Rainbow Springs, que fica perto de Dunnellon, é frequentemente descrita como uma das mais belas das 33 nascentes, de acordo com o Florida Springs Guide, o guia do Estado do Sol. Nenhum outro estado ou país possui tantos mananciais como a Flórida.
       
    Visitar uma dessas maravilhas da Flórida, mesmo que por poucas horas, revela uma vívida composição de fauna e flora.

    Entre as espécies vistas com mais frequência, estão peixes-boi, lontras, enguias – que são chamadas de sereias –, tartarugas, peixes-agulha e até mesmo jacarés, dos quais você deve manter distância. A vegetação subaquática, como a delicada vitória-régia e ciprestes majestosos, ilustram a variedade biológica que são características da Flórida.
       
    A restauração e preservação dessas nascentes da Flórida e a vida dentro delas é um dos objetivos de Tolbert.  “Fazer isso significa aprender com a natureza em múltiplas perspectivas, como o AquiFERious”, revela a artista.
       
    “Eu gostaria que as pessoas mergulhassem na arte, nas ideias que nutrem o trabalho do artista, assim como elas mergulham nessas águas”, disse Tolbert.  “Eu gostaria que o paradigma que inclui arte e ciência iluminasse a realidade e que a poesia fosse a única maneira de compreendê-la plenamente.”

    Aqueles que são fascinados por fontes de água natural podem ver as interpretações de Tolbert em vários lugares. Sua exposição permanente está no Aeroporto Internacional de Orlando. É uma coleção de centenas de mosaicos, ou pequenos quadros, no Airside 1, o terminal internacional do aeroporto, que ocupa o 25º lugar entre os aeroportos mais movimentados do mundo. Centenas de milhares de passageiros por ano aprendem – talvez pela primeira vez – que uma das atrações da Flórida pode ser encontrada nas profundezas de sua geografia.

    Muitos dos murais de Tolbert impressionam turistas em hotéis em todo o estado, bem como aqueles que visitam os hospitais Shands e North Florida Regional, em Gainesville, a cidade natal da artista. Uma enorme pintura das nascentes também está no prédio Reitz Union, na Universidade da Flórida.
       
    “Se você entrar em uma galeria dedicada às pinturas de Tolbert, provavelmente vai ficar maravilhado”, escreveu Lennie Bennett, cronista do St. Petersburg Times.

    Tolbert entende essa reação:

    “uma nascente é um objeto de desejo para muitas pessoas”. E isso tem uma explicação. “Qualquer encontro é possível. Águas com 500 anos de idade. Caranguejos com mais de 200 anos. É uma coleção de sonhos.”, finaliza a artista.

    Para mais informações sobre as nascentes da Flórida, acesse www.floridasprings.org.

    STRATEGIC ALLIANCE PARTNERS