O que não se deve deixar de visitar para conhecer a história e a cultura nativa americana

ADD TO FAVORITES
A Flórida tem sido o cenário do drama pré-histórico desde o surgimento do homem, ou seja, há mais de 10.000 anos, que deixou indícios de civilizações de nômades e, posteriormente, de caçadores e agricultores.

A Flórida tem sido o cenário do drama pré-histórico desde o surgimento do homem, ou seja, há mais de 10.000 anos, que deixou indícios de civilizações de nômades e, posteriormente, de caçadores e agricultores. Grandes morros de conchas ainda permanecem vivos como uma maneira de expressar seus estilos de vida. Embora não tão famosa como as missões espanholas da Califórnia, as missões da Flórida ocorreram mais ao norte e as escavações arqueológicas nestes locais nos enriquecem ainda mais sobre as culturas, que desapareceram com a chegada dos europeus. As culturas ainda remanescentes do indígena americano refletem uma mescla daquelas que sobreviveram pelos casamentos ocorridos entre membros de diferentes tribos. Os membros das tribos Seminole e Miccosukee, que permaneceram mais tempo do que suas respectivas deportações durante as Guerras Seminoles ocorridas no século 19, se estabeleceram nos Everglades, em Lake Okeechobee e em Tampa, ou nas suas proximidades, para compartilharem com os visitantes dos dias modernos as profundas tradições e crenças de sua raça. O visitante pode aprender mais detalhes sobre os primeiros habitantes da Flórida e as atuais tribos visitando os seguintes locais:


REGIÃO NORTE DA FLÓRIDA


Lake Jackson Mounds Archaeological State Park, Tallahassee
, 850-922-6007, www.floridastateparks.org/lakejackson.
Nos seis morros-templos feitos de barro, os visitantes podem testemunhar evidências de uma colônia de indígenas americanos do século 13.

Mission San Luis, Tallahassee
, 850-245-6406, www.missionsanluis.org.
O indício mais concreto de uma missão espanhola colonial estabelecida com a finalidade de converter os índios Apalachee ao catolicismo. Colonizado de 1656 a 1704, hoje este local conta a história ao vivo e oferece um local arqueológico de trabalho.


REGIÃO CENTRAL DA FLÓRIDA

Crystal River Archaeological State Park, Crystal River
, 352-795-3817, www.floridastateparks.org/crystalriverarchaeological.
Este incrível local serviu como um importante centro religioso e político para as tribos regionais de 200 a.C. a 1400 d.C. Os visitantes podem subir as escadas para chegar a um morro de sepultamentos com mais de 9 metros de altura, passar ao redor de outros cinco morros e observar pedras cerimoniais raras e outros artefatos antigos.

Philippe Park, Safety Harbor, 
727-669-1947, www.pinellascounty.org/park/11_Philippe.htm.
Nas praias de Old Tampa Bay, o Safety Harbor Mound está localizado atrás do abrigo número 2 do Philippe Park, onde o visitante pode escalar até o topo da antiga estrutura. Nas proximidades do Safety Harbor Museum of Regional History (727-726-1668), no local de um morro dos índios Tocobaga, pode-se ver a exibição de artefatos lá encontrados, que datam desde a cultura do Safety Harbor, ou seja, de 1500 a 1700 d.C.

Weedon Island Preserve Cultural and Natural History Center, St. Petersburg,
727-453-6500, www.weedonislandpreserve.org.
A cultura da Ilha Weeden se estabeleceu na Flórida entre os anos 400 e 1200 d.C., deixando fragmentos de cerâmicas e outras provas de sua existência em morros de conchas escavados pela Smithsonian Institution nos anos 20.


REGIÃO SUL DA FLÓRIDA


Ah-Tah-Thi-Ki Museum
 863-902-1113, www.ahtahthiki.com.
É na Big Cypress Seminole Reservation, localizada na região oeste de Fort Lauderdale, que se encontra este moderno museu cujo nome significa “aprendizado”. Um teatro com cinco telas, sofisticadas vinhetas e interpretação feita por intermédio de áudio contam sobre as Guerras Seminoles e as festividades do Green Corn e seus respectivos significados para a história dos indígenas americanos. Uma trilha natural leva o turista a passar por uma área de cipreste, com uma extensão de 25 hectares, até chegar a um vilarejo, onde expositores fazem peças de arte tradicionais e às vezes brincam do antigo jogo de bola e bastão.

Billie Swamp Safari
, 800-GO-SAFARI, 863-983-6101, www.billieswamp.com.
Passeios em airboats, barcos especiais com uma hélice enorme na parte traseira, ou veículos anfíbios chamados swamp buggy, próprios para navegar sobre pântanos, levam o turista a conhecer de perto a Big Cypress Seminole Reservation. Há também exposições e shows de cobras e a indispensável apresentação de jacarés. O restaurante Swamp Water Café oferece pratos tradicionais das cozinhas americana e indígena americana.

Miccosukee Indian Village, leste de Miami,
305-552-8365; www.miccosukee.com.
A tribo Miccosukee, como a tribo Seminole, se refugiou em redes nos Everglades (um ecossistema de pântanos subtropical) quando fugiram de suas terras natais no norte da Flórida durante as Guerras Seminoles. O governo americano reconhece os índios Miccosukees como uma nação soberana independente do órgão responsável pelos assuntos indígenas. O museu localizado em Miccosukee Indian Village exibe os documentos referentes a esta condição. Os passeios pelo museu, oferecidos com guias, começam com um vídeo filmado em uma das redes do clã, que se ergue como ilhas fora do rio de gramas dos Everglades. Passeios de airboat levam o turista a um acampamento do clã e o restaurante Miccosukee oferece pão indígeno frito, perna de rã, bagres e outros pratos locais. Em dezembro ocorre o festival de artes indígenas.

Mound Key Archeological State Park, Estero
, 239-992-0311, www.floridastateparks.org/moundkey.
A capital da civilização Calusa, pode-se chegar a esta ilha apenas através de caiaque ou de barco, pois não há nenhuma ponte de acesso. O turista pode explorar o local de escavação desta ilha, que, no passado, foi dominado pelos ancestrais e hoje é dominado pela natureza.

Randell Research Center, Pineland
, 239-283-2062, www.flmnh.ufl.edu/rrc.
No local da segunda colonização mais importante dos Calusas, a trilha deste centro cruza um antigo canal escavado pela tribo. Na alta temporada, os visitantes podem fazer visitas com guias às escavações.

Sponsored listings by VISIT FLORIDA Partners

Comments

You are signed in as:null
Ainda no h comentrios